Bachelet pede à Rússia que pare imediatamente a guerra na Ucrânia

Fonte: Wikinotícias

31 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pediu na quarta-feira à Rússia que retire imediatamente suas tropas da Ucrânia e pare a guerra, que ela disse ter causado sofrimento e dor incalculáveis ​​a milhões de pessoas.

Em uma nova e dramática descrição das condições na Ucrânia perante o Conselho de Direitos Humanos da ONU, Bachelet descreveu o pesadelo vivo que os ucranianos enfrentam há mais de um mês e disse que a guerra deve terminar.

De acordo com as contagens da ONU, pelo menos 1.189 civis foram mortos e 1.900 feridos.

A funcionária reiterou que o bombardeio implacável e o uso persistente de armas explosivas pelas forças militares russas causaram destruição maciça e danos a casas, infraestrutura, hospitais e escolas.

Bachelet destacou que cidades como Mariupol foram quase arrasadas, enquanto outras foram espancadas sem dó e deixaram de existir.

A alta comissária da ONU acusou ainda que seu escritório tinha alegações críveis de que as forças armadas russas usaram munições de fragmentação em áreas povoadas pelo menos duas dúzias de vezes. Ela disse que seu escritório também está investigando alegações de que as forças ucranianas usaram tais armas.

“Ataques indiscriminados são proibidos pelo Direito Internacional Humanitário e podem constituir crimes de guerra”, disse.

“A destruição massiva de bens civis e o alto número de vítimas civis indicam claramente que os princípios fundamentais de distinção, proporcionalidade e precaução não foram suficientemente respeitados”, disse.

Fontes