Autoridades do Equador alertam sobre nuvem de cinzas do vulcão Sangay

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
vulcão Sangay
Vulcão Sangay

Várias províncias do Equador estão em alerta para uma "queda significativa de cinzas" em decorrência do aumento elevado do nível de atividade eruptiva do vulcão Sangay, o mais ativo do país, localizado na província de Morona Santiago.

Segundo o diretor do Serviço Nacional de Riscos e Emergências (SNGRE), Rommel Salazar, o Instituto Geofísico do Equador começou a detectar um aumento nas emissões de cinzas a cerca de 800 e 2.000 metros acima do nível da cratera. As emissões, disse ele, são "muito mais enérgicas" do que as observadas nos meses anteriores.

O aumento da atividade vulcânica foi registrado por volta das 4:20 da manhã de domingo, 20 de setembro, pelo Instituto Geofísico. As províncias em alerta para a nuvem de cinzas são Chimborazo, Bolívar, Los Ríos, Guayas, Santa Elena e Manabí, todas no sul do Equador.

O diretor do SNGRE informou que foram enviadas máscaras de proteção para as áreas afetadas, bem como funcionários do governo para auxiliar nessas áreas. Ele indicou que a situação está sendo monitorada.

Nas redes sociais, cidadãos e organizações oficiais compartilham vídeos e fotos da situação em tempo real nas diferentes províncias ameaçadas pela nuvem de cinzas.

O vulcão Sangay, cujo nome deriva do nome indígena Samkay, que significa "assustar", é conhecido por emitir grandes nuvens de fumaça e cinzas. Em seu topo, possui três crateras que explodem intermitentemente e têm fissuras através das quais a lava vulcânica flui constantemente.

O Sangay, entretanto, está localizado na selva, longe de áreas povoadas. Seu processo de erupção mais recente, de acordo com o Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional do Equador, começou em 7 de maio de 2019. O colosso está a 5.230 metros acima do nível do mar.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit