Autor de novelas Gilberto Braga morre aos 75 anos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

27 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Morreu ontem, 26 de outubro, na cidade do Rio de Janeiro, o autor de novelas Gilberto Braga. Ele tinha aos 75 anos e estava internado desde a última sexta-feira (22) no Hospital Copa Star, onde foi diagnosticado com um quadro de infecção generalizada, após uma perfuração no esôfago. Segundo a imprensa, ele já vinha enfrentando problemas de saúde há alguns anos. O G1 relata que Braga “vinha há alguns anos com vários problemas de saúde e passou por uma cirurgia na coluna, uma no coração e uma hidrocefalia, além de já apresentar dificuldades para andar.”

Nascido no Rio de Janeiro em 1º de novembro de 1945, Braga cursou a faculdade de Letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio e começou a trabalhar dando aulas na Aliança Francesa. Depois de ser professor, Braga ingressou no jornal O Globo como crítico de teatro e cinema.

Era casado há 50 anos com o decorador Edgar Moura Brasil.

Carreira

Estreou como autor televisivo em 1973, quando assinou dois casos especiais: As Praias Desertas e Feliz na Ilusão, na mesma época em que atuou pela primeira vez como novelista. Desenvolveu em parceria com Lauro César Muniz a autoria da novela Corrida do Ouro (1974), trabalho do qual se afastaria pela metade devido ao fato de ainda não estar habituado ao ritmo de escrita para a televisão. Gilberto já havia colaborado com Lauro César em Carinhoso (1973) e voltaria a trabalhar com ele em Escalada (1975), ano em que também colaborou com a novelista Janete Clair na autoria da novela Bravo!

Nos anos 1970 também foi responsável pelas adaptações dos romances Helena, de Machado de Assis (que seria adaptada novamente em 1987 pela extinta TV Manchete), Senhora, de José de Alencar, e Escrava Isaura, baseada no romance homônimo de Bernardo Guimarães e que foi, durante muito tempo, "a novela mais vendida de todos os tempos" e consagrou mundialmente a atriz Lucélia Santos, que iniciava a carreira de atriz.

Gilberto Braga foi autor de inúmeros outras novelas de sucesso, como Dancin' Days, Vale Tudo, Corpo a Corpo, Paraíso Tropical e O Dono do Mundo, além das minisséries Anos Dourados e Anos Rebeldes. Também colaborou com a novela Rainha da Sucata.

Braga foi indicado ao Emmy Internacional de melhor telenovela por Paraíso Tropical (2008) e sua última produção foi Babilônia, de 2015.

Como “assinatura”, a maioria de suas novelas tinha um assassinato misterioso nos capítulos finais.

Referências

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit