Automobilismo: Sebastian Vettel deixa a Ferrari

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de maio de 2020

Nesta terça-feira, 12 de maio, a Scuderia Ferrari confirmou a saída de Sebastian Vettel da equipe no final da temporada de 2020. As primeiras notícias sobre a possível saída de Vettel da equipe saíram na noite de segunda-feira, afirmando que as negociações sobre a renovação do contrato do piloto alemão haviam chegado a um impasse. A equipe italiana confirmou a informação na manhã desta terça em suas redes sociais.[1] O atual contrato de Vettel, de três anos de duração, termina no final desta temporada, porém após meses de conversas sobre a renovação, sem chegar a um acordo, as partes tomaram a decisão de seguir outros caminhos.[1]

Vettel foi contratado pela esquipe italiana no fim de 2014, após ser tetracampeão pela Red Bull de 2010 a 2013. Sua estreia pela Ferrari aconteceu no ano seguinte. Na semana passada, o ex-diretor executivo da Fórmula 1 Bernie Ecclestone disse em entrevista a revista britânica Autocar que Vettel estava sendo deixado em segundo plano pela escuderia italiana por causa de seu jovem companheiro, Charles Leclerc. Ecclestone afirmou ainda que acredita que o alemão nunca deveria ter deixado a Red Bull.[2]

O piloto Charles Leclerc, seu colega na Ferrari, fez duas postagens em seu Twitter. Numa delas disse que havia sido um enorme prazer ser seu colega, enquanto que na outra escreveu: “Nunca aprendi tanto quanto com você como colega de equipe.”[3][4]

A jornalista Julianne Cerasoli, do UOL e da Rádio Bandeirantes, que cobre os Grandes Prêmios desde 17, opiniou: “Lendo sobre a saída e Vettel na mídia italiana, fui dar uma olhada nos comentários. Primeiro: ‘Do ponto de vista humano sinto muito, mas não do esportivo.’ Segundo: ‘É o que aconteceu com Alonso, mas ao contrário.’ Que poder de síntese!” Ela também escreveu em sua coluna no Uol Esportes que o piloto e a equipe nunca tinham encontrado a “harmonia perfeita” e que a insatisfação de Vettel já vinha de longe, principalmente após as mudanças nas regras da Fórmula 1.[5][6]

Confira as notas da Ferrari e de Vettel na íntegra:

Esta é uma decisão tomada em conjunto por nós e Sebastian, que ambas as partes acham que é o melhor. Não foi uma decisão fácil, considerando o valor de Sebastian como piloto e como pessoa. Não havia nenhuma razão específica que levou a essa decisão, além da crença comum e amigável de que chegara a hora de seguirmos caminhos separados para alcançar nossos objetivos.
Sebastian já faz parte da história da Scuderia, com suas 14 vitórias em Grand Prix, tornando-o o terceiro piloto mais bem-sucedido da equipe, enquanto ele também é quem marcou mais pontos. Em nossos cinco anos juntos, ele terminou entre os três primeiros do campeonato de pilotos três vezes, dando uma contribuição significativa à presença constante da equipe nos três primeiros da classificação dos construtores.
Em nome de todos na Ferrari, quero agradecer a Sebastian por seu grande profissionalismo e pelas qualidades humanas que ele demonstrou ao longo desses cinco anos, durante os quais compartilhamos tantos grandes momentos. Ainda não conseguimos conquistar um título mundial juntos, o que seria um quinto para ele, mas acreditamos que ainda podemos tirar muito proveito desta temporada incomum de 2020.

—Mattia Binotto, Diretor Geral Gestione Sportiva e Diretor da Equipe, Scuderia Ferrari[7]

Meu relacionamento com a Scuderia Ferrari terminará no final de 2020. Para obter os melhores resultados possíveis nesse esporte, é vital que todas as partes trabalhem em perfeita harmonia. Eu e a equipe percebemos que não há mais um desejo comum de permanecer juntos até o final desta temporada. Questões financeiras não tiveram parte nesta decisão conjunta. Não é assim que penso quando se trata de fazer certas escolhas e nunca será.
O que está acontecendo nos últimos meses levou muitos de nós a refletir sobre quais são nossas verdadeiras prioridades na vida. É preciso usar a imaginação e adotar uma nova abordagem para uma situação que mudou. Eu próprio reservarei o tempo necessário para refletir sobre o que realmente importa quando se trata do meu futuro.
A Scuderia Ferrari ocupa um lugar especial na Fórmula 1 e espero que obtenha todo o sucesso que merece. Finalmente, quero agradecer a toda a família Ferrari e, acima de tudo, ao seu "tifosi" em todo o mundo, pelo apoio que eles me deram ao longo dos anos. Meu objetivo imediato é terminar minha longa temporada com a Ferrari, na esperança de compartilhar mais alguns momentos bonitos juntos, para adicionar a todos aqueles que desfrutamos até agora.

Sebastian Vettel, Scuderia Ferrari[7]


Fontes

  1. 1,0 1,1 Luke Smith F1: Ferrari confirma saída de Vettel ao final da temporada 2020 (12 de maio de 2020) Cópia arquivada em 13 de maio de 2020
  2. 'Vettel está sendo deixado em segundo plano pela Ferrari', diz Ecclestone UOL Esporte (5 de maio de 2020) Cópia arquivada em 13 de maio de 2020
  3. Charles Leclerc It's been a huge honor for me to be your team mate Twitter (11 de maio de 2020)
  4. Charles Leclerc I've never learnt so much as I did with you as my teammate Twitter (11 de maio de 2020)
  5. Julianne Cerasoli Lendo sobre a saída de Vettel na mídia italiana, fui dar uma olhada nos comentários Twitter (11 de maio de 2020)
  6. Julianne Cerasoli F1: Vettel deixa a Ferrari no final de 2020 e dá sinais de aposentadoria UOL Esporte (12 de maio de 2020) Cópia arquivada em 13 de maio de 2020
  7. 7,0 7,1 Scuderia Ferrari Mission Winnow and Sebastian Vettel decide not to extend their contract Ferrari (Maranello, 12 de maio de 2020) Cópia arquivada em 13 de maio de 2020
Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com