Ativistas convocam "marcha de um milhão" para domingo no Sudão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de novembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

Ativistas no Sudão convocaram protestos em massa para amanhã (21), contra o golpe de Estado de 25 de outubro, enquanto a associação de médicos revelou que o número de pessoas mortas desde a ascensão dos militares ao poder subiu para 40.

A Associação de Profissionais do Sudão (SPA) pediu aos manifestantes que mantenham a sua campanha contra o golpe e hoje ativistas pró-democracia não têm parado de ligar para os cidadãos a convocá-los para o que chamam de "marcha de um milhão de pessoas" no domingo.

Tanto os Estados Unidos quanto a União Africana condenaram a repressão mortal contra manifestantes pacíficos e exortaram os militares a se absterem do “uso excessivo da força”.

O golpe militar interrompeu uma transição de dois anos para o regime civil, depois da queda do ditador Omar al-Bashir, e foi amplamente condenado a nível internacional, ao mesmo tempo que despoletou uma onda de manifestações.

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit