Atentado mata 33 pessoas no Paquistão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de setembro de 2009

Um atentado terrorista deixou 33 pessoas mortas no Paquistão hoje pela manhã. O ataque foi praticado por meio de um carro-bomba, que explodiu no vilarejo Ustarzai, ao noroeste do país. Testemunhas disseram que o motorista do carro morreu. Algumas notas afirmam que o grupo extremista Lahskar-e-Jhangvi al Almi assumiu a responsabilidade pelo ataque, que atingiu em sua maioria pessoas da minoria xiita, mas nada está confirmado.


Cquote1.png

São 33 mortos e mais de 50 feridos. Vinte e cinco corpos foram identificados e os demais estão em condições muito ruins. Os corpos foram completamente carbonizados.

Cquote2.svg
Fonte da polícia da Província da Fronteira Noroeste




O atentado foi deferido diante de um mercado, de dono xiita, lotado de pessoas que compravam coisas para o fitr, refeição que marca o fim do Ramadã. O carro, um jipe, estava carregado com 150 quilogramas de explosivos. De acordo com o porta-voz da polícia de Kohat, Fazal Naeem, 33 pessoas morreram e 56 ficaram feridas quando um motorista jogou o jipe carregado de explosivos contra outro carro, próximo a um ponto de ônibus e a um mercado.


Cquote1.png

Esta é uma zona dominada por xiitas e não podemos descartar a possibilidade de ter sido um ataque com motivação sectária.

Cquote2.svg
Ali Hasan, policial de Ustazai




O primeiro-ministro do Paquistão, Yousuf Raza Gilani, repudiou o que chamou de "covarde ato de terrorismo" e declarou luto pelas perdas humanas. A região noroeste do Paquistão é palco de conflitos religiosos e é considerada pelos Estados Unidos um local de risco dentro do país.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati