Assembleia dos aeronautas decreta greve a partir da próxima semana

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de novembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (24) a categoria dos aeronautas decidiu iniciar uma greve por tempo indeterminado na próxima segunda-feira (29), adotando um sistema de revezamento em que a cada dia metade dos pilotos e comissários trabalhará enquanto a outra metade fará a paralisação, para no dia seguinte inverterem as posições.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) explica em nota que mesmo depois de colaborar com as empresas ao aceitar reduções salariais sem interrupção do trabalho nos últimos dois anos durante a pandemia para transportar vacinas, insumos, equipamentos e passageiros, a categoria teve suas reivindicações negadas pelas empresas ao solicitar a reposição da inflação deste período e a renovação do acordo coletivo nos mesmos termos do atual caso sua validade chegue ao fim sem que seja possível um novo acordo.

Por sua vez o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) acusa, em nota, a inflexibilidade do SNA nas negociações, forçando assim a greve, a inobservância de ritos legais ao adotar o revezamento de funcionários na paralisação, e que a metodologia deste revezamento também feriria liberdades individuais dos funcionários. A nota ainda lembra que eventuais piquetes de greve não poderão ser violentos nem impedir o trabalho.

Em setembro deste ano, a Casa Civil do governo brasileiro anunciou o resultado líquido positivo de R$ 899,5 milhões das três maiores empresas aéreas do país no segundo trimestre de 2021.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit