Assassinado jornalista que denunciou corrupção no futebol africano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

Agência VOA

Ahmed Hussein-Suale foi morto quando regressava à casa por desconhecidos em Accra

17 de janeiro de 2019

O jornalista ganês Ahmed Hussein-Suale, que investigou um mega esquema de corrupção no futebol africano, foi morto a tiro na noite de quarta-feira (16) quando voltava para casa por desconhecidos que fugiram numa moto.

Colegas da equipa de investigação que integrava, a Tiger Eye, dizem que levou três tiros, em Madina, bairro da capital ganesa.

Há algum tempo, um deputado do partido no poder divulgou na televisão a foto de Hussein-Suale e prometeu uma recompensa a quem o espancasse.

Apesar de ter apresentado uma queixa na Justiça, nenhuma acção foi tomada pelas autoridades.

Em Junho do ano passado foi divulgado o documentário "Number 12", produzido pela Tiger Eye, que denunciou um esquema de corrupção que envolvia de dezenas de árbitros ganeses e de outros países africanos, bem como do presidente da Federação Ganesa de Futebol, Kwesi Nyantakyi.

A Comissão Nacional da Imprensa condenou o assassinato e apelou à polícia para iniciar uma investigação aprofundada.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati