Assassinado jornalista que denunciou corrupção no futebol africano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

Agência VOA

Ahmed Hussein-Suale foi morto quando regressava à casa por desconhecidos em Accra

17 de janeiro de 2019

O jornalista ganês Ahmed Hussein-Suale, que investigou um mega esquema de corrupção no futebol africano, foi morto a tiro na noite de quarta-feira (16) quando voltava para casa por desconhecidos que fugiram numa moto.

Colegas da equipa de investigação que integrava, a Tiger Eye, dizem que levou três tiros, em Madina, bairro da capital ganesa.

Há algum tempo, um deputado do partido no poder divulgou na televisão a foto de Hussein-Suale e prometeu uma recompensa a quem o espancasse.

Apesar de ter apresentado uma queixa na Justiça, nenhuma acção foi tomada pelas autoridades.

Em Junho do ano passado foi divulgado o documentário "Number 12", produzido pela Tiger Eye, que denunciou um esquema de corrupção que envolvia de dezenas de árbitros ganeses e de outros países africanos, bem como do presidente da Federação Ganesa de Futebol, Kwesi Nyantakyi.

A Comissão Nacional da Imprensa condenou o assassinato e apelou à polícia para iniciar uma investigação aprofundada.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati