Aprovada indicação para a Embaixada do Brasil na Rússia

Fonte: Wikinotícias

9 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O diplomata Rodrigo Baena Soares será o novo embaixador do Brasil em Moscou, na Russia. Ele também responderá pela embaixada brasileira no Uzbequistão. Ele havia sido sabatinado pela CRE na última terça-feira (6) e teve a indicação (MSF 16/2021) aprovada em plenário nesta quinta-feira (8), por 42 votos a 1. A parceria entre Brasil e Russia é estratégica e o país apoia a integração brasileira ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, uma reivindicação histórica do Itamaraty.

Durante a sabatina, Baena Soares disse que as exportações brasileiras para a Rússia, especialmente de carnes, têm caído nos últimos anos. Parte desta situação, disse o diplomata, vem das sanções que a nação tem sofrido de países ocidentais ricos desde 2014, quando retomou o território a Crimeia. Em resposta a essas sanções, o presidente da Rússia, Vladimir Putin tem buscado a substituição de importações, mas as limitações climáticas da Rússia tornam o país ainda muito dependente da importação de frutas. Esta é uma lacuna que o Brasil pode suprir, avaliou.

Ele acumulará a chefia da representação na Rússia coma do Uzbequistão. Situado na Ásia Central, o país tem 34 milhões de habitantes. O fluxo bilateral foi de US$ 46,3 milhões em 2020. Os principais produtos exportados para o Uzbequistão foram açúcares e peças automotivas.

Soares ingressou no Itamaraty em 1986. Entre outros cargos, foi porta-voz da Presidência da República em 2011 e 2012, embaixador em Moçambique de 2015 a 2018 e embaixador no Peru de 2018 até o momento.

Plano de trabalho

Durante a votação, a presidente da CRE, senadora Kátia Abreu (PP-TO) lembrou que a aprovação da indicação pela comissão já seguiu as novas regras, que exigem dos indicados a apresentação de um plano de trabalho, com as metas e prioridades para a gestão.

Fontes