Após declarar voto em Lula, Amoêdo critica Sergio Moro

Fonte: Wikinotícias

17 de outubro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O fundador do partido Novo, João Amoêdo, declarou voto em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e criticou a reaproximação do ex-juiz Sergio Moro com Jair Bolsonaro (PL).

"Infelizmente é incoerente por parte de Moro. Uma das principais deficiências no país é a falta de liderança. Na Lava Jato, ele se colocou como uma voz importante. Mas, nos últimos anos, tem tomado caminhos que deixam questionamentos", afirmou Amoêdo.

"Ele, inclusive, dá argumentos, que Lula não usou, para questionar se ele não teria tido um viés maior, porque ele imediatamente assumiu um cargo com Bolsonaro. E, agora, depois de ter feito críticas ao governo, voltar para a campanha de Bolsonaro. Isso afeta a imagem dele e favorece mais Lula do que Bolsonaro ao fazer isso", continuou ele.

O apoio de Amoêdo ao candidato Lula gerou críticas por parte de seu próprio partido. Ele afirmou que, após o segundo turno, será oposição de ambos.

"Nem Lula nem Bolsonaro merecem meu voto. Serei oposição a qualquer um dos dois. Porém, e infelizmente, a escolha que agora se apresenta na urna não é sobre os rumos que desejo para o Brasil, mas só a possibilidade de limitar danos adicionais ao direito como cidadão. É isso que espero manter: o direito de ser oposição", afirmou.

Fontes