António Guterres toma posse para segundo mandato

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

António Guterres foi empossado nesta sexta-feira, 18, para um segundo mandato de cinco anos no cargo de secretário-geral da ONU depois que a Assembleia Geral o aprovou por aclamação.

“Estou perfeitamente ciente das imensas responsabilidades que me confiam num momento tão crítico da história, ouso dizer, na iminência de uma nova era”, disse Guterres à Assembleia Geral após fazer o seu juramento e reiterou que “estamos realmente numa encruzilhada, com escolhas importantes diante de nós”.

O antigo primeiro-ministro português comprometeu-se a servir a todos os Estados membros igualmente, sem agenda, e a trabalhar para semear a confiança entre as nações.

“Também procurarei inspirar esperança de que possamos reverter as coisas, de que o impossível é possível”, disse, sublinhando que “a atitude é nunca desistir.”

A recondução de António Guterres aconteceu a 8 de Junho quando a sua candidatura, apresentada por Portugal, foi aprovada por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU.

“Na opinião do conselho, Antonio Guterres corresponde aos mais altos padrões de eficiência, competência e integridade, e um firme compromisso com os propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas”, afirmou na altura o embaixador da Estónia, Sven Jurgenson, presidente em exercício do órgão.

A embaixadora dos Estados Unidos junto da ONU, Linda Thomas-Greenfield, também destacou que “as Nações Unidas se deparam com desafios históricos, incluindo uma pandemia global, efeitos da crise climática, fome e migração em massa, abusos dos direitos humanos e crises humanitárias” e sublinhou que Guterres demonstrou um “compromisso em fazer avançar a nossa acção colectiva para enfrentar esses desafios, bem como a missão das Nações Unidas".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit