Angola: generais Dino e Kopelipa arguidos em caso de centenas de milhões de dólares

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Os generais angolanos Leopoldino do Nascimento “Dino” e Hélder Vicente Dias Júnior “Kopelipa” foram arguidos no caso que envolve a construção de imóveis por uma companhia chinesa.

Os dois generais, que na presidência de José Eduardo dos Santos eram considerados personalidades poderosas no país, vão ser ouvidos na terça-feira (6), “por haver fortes indícios de se terem beneficiado dos negócios que o Estado teve com a empresa China International Fund”.

Um fonte da Procuradoria Geral da República (RGP) afirmou que os dois já foram notificados e vão ser ouvidos “para lhes serem aplicadas as respetivas medidas de coação (penal)”.

No entanto, a mesma fonte acrescentou que os dois generais gozam de imunidades e não podem ser presos antes do despacho de pronúncia.

Em fevereiro deste ano, a PGR já havia apreendido em Luanda dois edifícios, com cerca de 25 andares, propriedades da empresa chinesa China International Fund (CIF).

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com