Angola: João Lourenço lamenta "pobreza extrema"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

25 de março de 2017

Em Angola, João Lourenço, o cabeça-de-lista do MPLA às eleições gerais de Agosto, lamentou hoje a existência de "pobreza extrema" no país, que relacionou com o conflito armado terminado em 2002, e disse que estava disposto a combater essa realidade.

O candidato discursava em Viana, nos arredores de Luanda, durante um comício do MPLA.

João Lourenço definiu como objetivo elevar a classe média de modo a representar 60% da população angolana, de 25 milhões de pessoas, sem apresentar contudo propostas concretas.

João Lourenço prometeu, caso seja eleito, uma maior aposta na organização da economia e no apoio ao investimento privado, chamando as empresas a "cumprirem com o seu papel social".

Além disso, o candidato do MPLA prometeu colocar a diplomacia angolana ao "serviço" da economia, na captação de investimento privado externo, mas apostando sobretudo nas relações comerciais com os países africanos.

De referir durante o comício a intervenção de um grupo de mais de uma dezena de jovens gritando: “queremos água, queremos luz”.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati