André Ceciliano é eleito presidente da Alerj

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
André Ceciliano em discurso na Alerj

2 de fevereiro de 2019

Rio de Janeiro —

André Ceciliano é eleito presidente da Alerj

O deputado André Ceciliano (PT) foi eleito hoje (2) presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Ele já exercia o cargo como interino desde novembro de 2017, após a prisão do então presidente Jorge Picciani (MDB) na Operação Cadeia Velha, e comandou ontem a sessão de posse dos deputados eleitos.

Não houve disputa, já que o pleito ocorreu com chapa única, depois que Márcio Pacheco (PSC) desistiu de concorrer à presidência da casa por ter sido convidado para ser líder do governo no parlamento.

A sessão foi presidida pelo deputado Carlos Minc, auxiliado por Marcos Miller como secretário. O resultado foi 49 votos sim pela eleição da chapa de Ceciliano, sete não e oito abstenções.

Estavam ausentes apenas os seis deputados eleitos que estão presos. Apesar de eles não terem tomado posse ontem, os nomes continuam constando nos painéis da casa.

A chapa eleita recebeu o nome de Arrumação e é composta, além de Ceciliano como presidente, por Jair Bittencourt (PP) como 1º vice-presidente; Renato Cozzolino como (PRP) 2° vice-presidente; Tia Ju (PRB) 3° vice-presidente; Filipe Soares (DEM) 4º vice-presidente; Marcos Muller (PHS) como 1º secretário; Samuel Malafaia (DEM) 2º secretário; Marina (PMB) de 3ª secretária; Chico Machado (PSD) 4º secretário; Franciane Mota (MDB) como 1ª vogal; Dr. Deodalto (DEM) 2º vogal; Valdeci da Saúde (PHS) 3º vogal; e Márcio Canella (MDB) como 4º vogal.

No discurso de posse, Ceciliano garantiu que vai conduzir os trabalhos com transparência e diálogo. “É urgente resgatar a imagem do Parlamento. Disso depende a democracia”, enfatizou, lembrando que assumiu a presidência interina da casa em meio à maior crise política e econômica da história do estado.

“Nós, deputados, não fugimos ao chamado ‘olho do furacão’. Em meio a denúncias de corrupção, sentimos na pele o descrédito da população. Mas, foi preciso seguir em frente”, disse. Ceciliano afirmou que dará mais transparência para a Alerj e promoverá medidas par ampliar a participação social, além de colocar a TV Alerj em canal aberto ainda este ano.

“Vamos dar continuidade ao aperfeiçoamento do acesso a todas as informações internas da Casa, através do Portal da Transparência. Vamos implantar o Parlamento Digital, um conjunto de ferramentas digitais necessárias para que possamos praticar uma política moderna, com a população sugerindo projetos e opinando sobre os matérias que tramitam na Casa. Além disso, vamos permitir que as audiências públicas sejam transmitidas também pela Internet, interagindo com os internautas, assim como o laboratório Hacker da Câmara Federal”.

Presos

Em entrevista coletiva, Ceciliano informou que a Mesa Diretora vai se reunir na próxima semana para decidir sobre os deputados presos.

“A gente está tentando uma reunião na segunda-feira com o TRF2 para conversar, tirar algumas dúvidas. A gente vai ter que encarar essa decisão, então a gente possivelmente reúne a mesa na quarta-feira. A gente tem um compromisso que precisa ser encarado, não vamos deixar mais para a frente”.

Ele disse ser favorável a dar posse, mas não pagar salário nem disponibilizar gabinete. Porém, essa é uma decisão colegiada, que não cabe unicamente a ele.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati