Anatel proíbe Telefonica de vender Speedy por causa de interrupções no serviço

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

22 de junho de 2009

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou a suspensão da comercialização do serviço de banda larga Speedy, fornecido pela Telefonica S/A de São Paulo. O motivo da suspensão são as “interrupções reiteradas” na prestação do serviço que tem atingido “número expressivo de usuários” do Speedy, segundo texto da decisão, publicada no Diário Oficial da União.

A Anatel também exigiu que a empresa apresente no prazo de 30 dias um plano para resolver os problemas que têm provocado o transtorno aos usuários do Speedy. Pediu ainda que a Telefonica informe aos interessados em contratar o serviço o motivo da proibição para a contratação determinada pela Anatel.

O conselho diretor da agência também chama a atenção para o fato de que os consumidores do produto oferecido pela empresa não obtiveram resposta rápida sobre a interrupção do serviço.

Em nota, a Telefonica informou que aguardará comunicação oficial para analisar o teor da decisão antes de se pronunciar sobre o assunto. A empresa de telefonia garantiu ainda que a suspensão da comercialização do Speedy não vai prejudicar a prestação do serviço para os usuários que já estão contratados.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati