Analistas veem acordo de paz entre Israel e Bahrein como proteção contra o Irã

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de setembro de 2020

Os israelenses estão satisfeitos com o fato de o governo ter alcançado outro acordo de paz com um país árabe, desta vez o Bahrein, após o acordo do mês passado com os Emirados Árabes Unidos. Analistas dizem que os países do Golfo vêem os acordos como uma forma de desencorajar ataques potenciais do Irã. Mas os palestinos estão furiosos com o acordo, chamando a ação do Bahrein de "outra faca nas costas".

O presidente Donald Trump anunciou que o mais recente acordo de paz árabe-israelense foi em Washington no aniversário do ataque terrorista de 11 de setembro de 2001.

"Não há resposta mais poderosa ao ódio que gerou o 11 de setembro do que o acordo que estamos prestes a contar a vocês", disse ele. "Vocês vão ouvir algo hoje. É muito importante não só para o Oriente Médio, mas para o mundo. No espírito da paz e da cooperação, os dois líderes também concordam que o Bahrein normalizará totalmente suas relações diplomáticas com Israel."

Ele disse que o negócio incluirá uma troca de embaixadores e uma série de acordos em áreas como alta tecnologia e turismo.

Em Israel, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu estava claramente satisfeito, especialmente porque ele enfrenta uma raiva crescente entre o público pelo que muitos dizem ser o manejo incorreto da crise do COVID-19. A taxa de novas infecções em Israel por dia está entre as mais altas do mundo.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com