Analistas dizem que é uma conquista Angola fazer parte da estratégia americana para África

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

23 de fevereiro de 2019

Analistas dizem que é uma conquista diplomática o facto de Angola fazer parte da nova estratégia da política externa dos Estados Unidos para África.

As reformas políticas e económicas que estão a ser implementadas pelo governo, liderado por João Lourenço, continuam a interessar boa parte da comunidade internacional, a julgar pelas várias rumarias para Luanda de empresários e de governantes internacionais.

A confirmar esta perspectiva está a mais recente visita do assistente especial do presidente dos Estados Unidos e diretor sénior para os Assuntos Africanos do Conselho de Segurança Nacional, que avistou-se com várias entidades do governo angolano para abordar assuntos bilaterais.

Em declarações à imprensa, Cyril Sartir revelou, que o presidente Donald Trump felicitou as reformas e o combate contra a corrupção levados a cabo pelo governo de João Lourenço, garantindo que Washington vai apoiar e financiar Angola.

O diplomata americano acrescentou que Angola é um "país chave" na nova estratégia da política externa dos Estados Unidos para África, salientando esperar um reforço das relações nos sectores económicos e na melhoria da governação.

Por outro lado, lembrou que os Estados Unidos incluirão Angola no grupo de três países africanos (ao lado da Nigéria e do Quénia) que, nos próximos tempos, vão beneficiar de financiamento e apoio técnico para impulsionar a actividade económica.

Apesar da sociedade angolana estar dividida em relação à eficácia das reformas em curso no pais, o analista político, Olivio Kilumbo afirma, que João Lourenço tem conseguido atrair a simpatia dos americanos.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati