Americano mata família muçulmana a tiros em cidade universitária dos EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira do Brasil
Outras notícias sobre os Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos

11 de fevereiro de 2015

Estados Unidos

Policiais norte-americanos prenderam hoje (11) Craig Stephen Hicks, de 46 anos, acusado de matar a tiros três estudantes muçulmanos na cidade universitária de Chapel Hill, na Carolina do Norte, Estados Unidos. As vítimas são Deah Shaddy Barakat, de 23 anos, a mulher dele, Yusor Abu-Salha, de 21 anos, e a irmã dela, Razan Abu-Salha, de 19 anos, segundo o jornal local The le Chapel Hill News and Observer.

O assassino foi levado para uma prisão do Condado de Durham, e a polícia não informou no comunicado sobre o crime as razões ou motivações do atirador, que se entregou às autoridades depois do crime, ocorrido na noite desta terça-feira (10), próximo ao campus da Universidade da Carolina do Norte. De acordo com os jornais locais, Deah Barakat era estudante do segundo ano da faculdade de medicina dentária. A mulher dele, Yusor Abu-Salha, começaria os estudos na mesma faculdade no próximo ano e Razan Abu-Salha era estudava na Universidade da Carolina do Norte.

Os disparos e a morte dos estudantes ocorreram horas depois de o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ter confirmado a morte da trabalhadora humanitária americana Kayla Mueller, sequestrada em 2013, na Síria, pelo Estado Islâmico. Obama já havia pedido tolerância aos americanos e também alertado outros países para um possível aumento da discriminação contra grupos muçulmanos que não têm ligação com o Estado Islâmico.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati