Alunos se mobilizam para ir à Olimpíada de Matemática na China

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

12 de outubro de 2019

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Em meio a um feriado em dia de sol no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, um grupo de alunos com uniformes do Colégio Pedro II chamava a atenção na manhã de hoje (12) com dezenas de medalhas penduradas no pescoço.

Em campanha para ganhar dinheiro, seis adolescentes vendiam palhas italianas, chocolates e bolos olhando um objetivo bem distante: participar da delegação brasileira na principal olimpíada de matemática da China, a World Mathematics Team Championship.

Incentivo dos pais

"Sempre gostei de matemática, mas não conhecia nenhuma olimpíada no meu antigo colégio. Quando entrei no Pedro II, vieram essas olimpíadas, e meus pais incentivaram que seria legal participar para me acostumar", lembra ela. "Comecei a fazer e não parei mais".

Para que oito alunos e dois professores consigam viajar para a China, o orçamento passa dos R$ 100 mil, e o grupo ganhou cerca de R$ 10 mil. A competição será em Pequim entre 21 e 25 de novembro, e inclui provas individuais, de revezamento e em grupo.

Em cada categoria, os alunos têm até 40 minutos para resolver problemas matemáticos de diferentes graus de dificuldade. Além da matemática, é preciso saber inglês ou chinês, já que as questões são apresentadas apenas nestes idiomas.

Pensando em formas de juntar dinheiro, os alunos encontraram um jeito de aliar a arrecadação ao treinamento: aulas de reforço para outros alunos do Ensino Fundamental. Duas vezes por semana, eles recebem alunos em uma sala na Tijuca e tiram dúvidas sobre o conteúdo da disciplina. Samuel Fraga dos Santos Soares, de 14 anos, já deu aulas no projeto.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit