Al Qaeda no Iêmen reivindica ataque contra o Charlie Hebdo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de janeiro de 2015

França

Em uma declaração em vídeo divulgada exatamente uma semana depois que homens armados atacaram o escritório de Charlie Hebdo em Paris, matando 12 pessoas, um dos principais comandantes da AQAP disse que estava em retaliação por insultar o Profeta Mohammed.

"Quanto à abençoada Batalha de Paris, nós, a Organização da Al Qaeda al Jihad na Península Arábica, assumimos a responsabilidade por esta operação como vingança pelo Mensageiro de Deus", disse Nasser bin Ali al-Ansi, líder sênior da AQAP.

"A liderança da organização", disse Ansi, "escolheu a meta, definiu o plano e financiou a operação".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com