Aiatolá do Irã declara vitória definitiva de Ahmadinejad

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de junho de 2009

Ali Khamenei, o aiatolá — líder supremo da comunidade islâmica — do Irã, declarou que o pleito feito recentemente no país foi justo, e que ‘‘as manifestações nas ruas deveriam parar’’. Khamenei informou que tanto policiais quanto militares sofreram atentados terroristas oportunistas, ‘‘qual melhor ocasião para se cometer um ato terrorista do que no meio de milhares de protestantes?’’


Os iranianos deveriam ‘‘acariciar’’ a escolha de 85% da população’’
'


Os simpatizantes de Mir Hossein Mousavi — segundo lugar na eleição — são os principais participantes dos protestos, que já duram seis dias, resultando em inúmeras mortes. ‘‘A oposição deve parar imediatamente, se não, serão responsabilizados por tais atos’’, disse Khamenei. Esses protestos são os piores desde a revolução iraniana de 1979.

O re-eleito Mahmoud Ahmadinejad, que assistiu de perto a declaração do líder no dia de orações islâmicas, disse que sua ‘‘vitória foi ‘uma verdadeira festa’ para o Irã, e um ‘abalo político’ para os inimigos do país’’.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati