Agressão de ex-aluno deixa professor inconsciente no DF

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30 de maio de 2008

O professor Valério Mariano dos Santos foi agredido com chutes e socos na cara, na quinta-feira, dia 29, por um ex-aluno, na escola em que trabalha, em Ceilândia, cidade próxima a Brasília. Funcionários da escola relataram que o professor já vinha recebendo ameaças há pelo menos oito anos do ex-aluno Laerte Furtado, 21 anos.

Segundo informações do delegado Adval Cardoso de Matos, Furtado foi expulso da escola por matar aulas e mau comportamento. O ex-aluno resolver visitar o ex-colégio e acabou sendo expulso do local pelo professor Valério, que além de expulsar o ex-aluno, também trancou o portão.

Laerte resolveu então pular o muro do colégio, quebrou o veículo de outro funcionário do colégio, quando foi surpreendido pelo professor. De acordo com testemunhas o professor levou chutes e socos na cara e foi encaminhado inconsciente para o Hospital de Base.

A polícia prometeu uma maior ronda no colégio, para evitar novas ocorrências. Todos no colégio se mostraram horrorizados com as agressões que o professor, "dedicado e competente" segundo palavras de funcionários e alunos, sofreu.

As aulas foram suspensas a tarde no colégio, onde a surpresa e revolta com o caso é muito grande. Segundo o delegado responsável pelo caso, a pena para o infrator vai depender da gravidade das lesões que o professor sofreu.



Fontes