Agenda Africana: Reencontro da Guiné-Bissau com a sua história sob historiador guineense Pedro Morato Minato

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guiné-Bissau.

Agência VOA

27 de setembro de 2014

Quarenta e um ano depois da declaração unilateral de independência, a Guiné-Bissau continua à procura do reencontro com a sua história. Os golpes de Estado e instabilidade politico-militar marcam um percurso que é analisado pelo historiador guineense Pedro Morato Minato, na rubrica da Voz da América, a Agenda Africana.

O pensamento de Amílcar Cabral e o futuro do país são também analisados. Para o historiador Pedro Minato, o pensamento de Amílcar Cabral continua actual, mas os seus companheiros que o ajudaram e o sucederam, esqueceram-se dele.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati