Agenda Africana: Reencontro da Guiné-Bissau com a sua história sob historiador guineense Pedro Morato Minato

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guiné-Bissau.

Agência VOA

27 de setembro de 2014

Quarenta e um ano depois da declaração unilateral de independência, a Guiné-Bissau continua à procura do reencontro com a sua história. Os golpes de Estado e instabilidade politico-militar marcam um percurso que é analisado pelo historiador guineense Pedro Morato Minato, na rubrica da Voz da América, a Agenda Africana.

O pensamento de Amílcar Cabral e o futuro do país são também analisados. Para o historiador Pedro Minato, o pensamento de Amílcar Cabral continua actual, mas os seus companheiros que o ajudaram e o sucederam, esqueceram-se dele.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati