Afeganistão: OMS já doou 186 toneladas de suprimentos médicos; UE criou pacote de apoio de 1 bilhão de euros

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram


A OMS anunciou no dia 7 passado em seu Twitter que já doou 186 toneladas de suprimentos médicos ao Afeganistão. As entregas foram feitas em nove voos, desde o dia 30 de agosto passado, e segundo a Organização são suficiente para beneficiar 2,5 milhões de pessoas.

Já ontem, durante uma reunião do G20, a União Europeia (UE) anunciou um pacote de apoio no valor de cerca de € 1 bilhão que atenderá às necessidades básicas do povo afegão e dos países vizinhos. O dinheiro será canalizado para organizações internacionais, que o usarão para necessidades como vacinação, apoio à migrantes, combate ao terrorismo e ao tráfico humano. "A situação socioeconômica no Afeganistão está se deteriorando, colocando centenas de milhares de afegãos em risco à medida que o inverno se aproxima", diz o comunicado da UE.

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, enfatizou que é preciso "fazer todo o possível para evitar um grande colapso humanitário e socioeconômico no Afeganistão. Precisamos fazer isso rápido. Temos sido claros sobre nossas condições para qualquer compromisso com as autoridades afegãs, inclusive sobre o respeito aos direitos humanos. Até agora, os relatórios falam por si, mas o povo afegão não deve pagar o preço das ações do Taleban. É por isso que o pacote de apoio afegão destina-se ao povo afegão e aos vizinhos do país, que foram os primeiros a ajudá-los”.

O comunicado da UE também alertou para o cumprimento de 5 parâmetros pelo Taleban, incluindo o respeito aos direitos de mulheres e meninas, e que a ajuda não significa legitimar o governo Taleban, que tomou o poder no Afeganistão há quase dois meses.


Notícias Relacionadas[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit