Activista denuncia perseguição no Uíge

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O activista angolano Guimarães Domingos Kanga, conhecido por "Libertador de Mentes Aprisionadas", um dos organizadores da marcha prevista para o próximo dia 20, na cidade do Uíge para exigir a retomada das obras na estrada de Buengas, diz estar a ser alvo de perseguição e ameaças por supostos agentes da polícia e da segurança do Estado na província.

De acordo com o activista, supostos agentes disseram que ele está devidamente identificado.

“Na terça-feira, apareceram dois elementos no meu local de serviço a procurar por um elemento com nomes iguais aos meus, dizendo que o mesmo é foragido, eu conversei com eles e disseram que não era eu, mas no final da conversa disseram que eu já estava devidamente identificado em tudo, o que mais me preocupa é que no dia seguinte apareceram mais dois a saber se os primeiros não me haviam feito nada e se eu estava bem e em liberdade”, relata o activista que garante não ter nada a temer.

Ele ainda assegurou que a manifestação marcada para o dia 20, tem todos os trâmites legais cumpridos e apelou "à participação de todas as camadas da sociedade".

A marcha visa exigir a conclusão da construção da estrada do município dos Buengas, que nunca foi asfaltada desde a fundação do município, ainda antes da independência.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit