A vida noturna do Japão define regras de vírus

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de julho de 2020

Os trabalhadores noturnos de bares do Japão dizem que precisam de diretrizes realistas sobre como se manter seguros e continuar trabalhando em meio ao novo coronavírus, que viu o governo se concentrar nos bares de host e hostess como centros de contágio.

A equipe do bar precisa de regras práticas sobre como interagir com os clientes, disse Shinya Iwamuro, urologista e defensora da saúde pública que ensina medidas de controle de infecção no distrito de Shinjuku em Tóquio e em outros locais noturnos.

Isso significa que nenhum beijo ou compartilhamento de pratos e as conversas devem ser em ângulos oblíquos para evitar a contaminação por gotículas.

Testes nos distritos de vida noturna de Tóquio revelaram um aumento diário de casos de coronavírus, predominantemente entre pessoas na faixa dos 20 e 30 anos. Os grupos levaram o governador de Tóquio a elevar o alerta da cidade para o nível "vermelho" em 15 de julho.

No final da semana passada, os casos confirmados do vírus em Tóquio atingiram quase 300 por dia, levando o governo a considerar a aplicação de medidas especiais para declarar estado de emergência. A mídia informou que o secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga, mencionou que pode haver mais verificações pontuais nas empresas de vida noturna, o que fez crescer a preocupação de que ela se tornou o bode expiatório pelo fracasso das autoridades em rastrear e conter a doença.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com