A Fundação do Software Livre termina com a campanha BadVista

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attention niels epting.svg
Como parte da política de proteção do Wikinotícias, esta notícia está protegida.
Logo utilizado pela campanha BadVista.

11 de janeiro de 2009

Boston, Estados Unidos


A Fundação do Software Livre (FSF na sigla em Inglês de Free Software Foundation) anunciou o fim da campanha BadVista (Vista Ruim, em português) que foi realizada para se opor ao sistema operacional Windows Vista.

John Sullivan, diretor de operações da FSF, disse: "O fato de que a Microsoft tem repetidamente prorrogada a data do fim do Windows XP e ao público o lançamento da versão Beta do Windows 7 demonstra o fracasso do Windows Vista". Estas são as causas do fim da BadVista, que foi uma campanha lançada pela FSF, em 15 de dezembro de 2006, contra o Windows Vista e que promovia o uso software livre alternativo.

O Windows Vista é o mais recente sistema operacional desktop da Microsoft, que teve milhões de licenças vendidas. No entanto, ele recebeu numerosas críticas. Windows 7 é o sucessor do Windows Vista e uma versão Beta foi lançada ao público em geral em um anúncio de Steve Ballmer, CEO da Microsoft, em Las Vegas, Estados Unidos.

A FSF é uma organização que promove o software livre, que permite aos usuários modificá-lo e quase sem restrições. A campanha contra o Vista foi lançado, devido aos polêmicos sistemas Digital Rights Management (DRM), que aplica proibições ao uso dos programas por questões de direitos de autor. A FSF é parte importante no desenvolvimento dos sistemas GNU/Linux.

Fontes