AIEA diz que minas foram encontradas no local da usina de Zaporizhzhia

Fonte: Wikinotícias

25 de julho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Agência Internacional de Energia Atômica disse que sua equipe viu minas localizadas no perímetro da Usina Nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia.

A AIEA disse em um comunicado que as minas foram vistas no domingo “em uma zona tampão entre as barreiras internas e externas do local”. A agência disse que nenhuma mina foi vista “dentro do perímetro interno do local”.

A Rússia controlou o local desde os estágios iniciais de sua invasão da Ucrânia. A AIEA alertou repetidamente sobre o potencial de uma catástrofe nuclear ao defender medidas de segurança e proteção na maior usina nuclear da Europa.

O chefe da AIEA, Rafael Grossi, disse que foi informado de que a colocação das minas foi uma decisão militar e feita em uma área controlada pelos militares.

“Mas ter tais explosivos no local é inconsistente com os padrões de segurança da AIEA e as orientações de segurança nuclear e cria pressão psicológica adicional sobre a equipe da usina – mesmo que a avaliação inicial da AIEA com base em suas próprias observações e nos esclarecimentos da usina seja que qualquer detonação dessas minas não deve afetar a segurança nuclear do local e os sistemas de proteção”, disse Grossi.

Os especialistas da AIEA também continuam monitorando a disponibilidade de água para resfriar os reatores da usina após a destruição em junho da barragem de Kakhovka, que afetou um reservatório próximo à usina, disse a agência.

“O local continua com água suficiente por alguns meses”, disse a AIEA.

Fontes