Aécio recebe ligação de Marina, mas diz que não falaram de apoio

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de outubro de 2014

Brasil

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, voltou a agradecer, na tarde de hoje (6), em São Paulo, os votos que o levaram a ficar com a segunda vaga para a disputa do segundo turno, no dia 26 de outubro. Aécio disse que sua candidatura agora representa a “encarnação da mudança” para o país. “É a candidatura que carrega a possibilidade concreta de o Brasil se reencontrar, com desenvolvimento, recuperação dos empregos, melhoria na saúde e na segurança. O que vimos no primeiro turno foi a vitória clara desse sentimento de mudança que se espalhou por todo o país”, afirmou o candidato. “Temos as melhores condições para fazer o Brasil encontrar um destino melhor.”

Em entrevista, Aécio destacou que espera um segundo turno propositivo e respeitoso e que teme “os monstros do presente”, que são a “inflação alta, recessão e corrupção”. O senador mineiro revelou ter recebido, na manhã desta segunda-feira, uma ligação da ex-ministra Marina Silva, cumprimentando-o por ter chegado ao segundo turno. Candidata do PSB à Presidência, Marina ficou na terceira posição. Aécio ressaltou que eles não conversaram ainda sobre um possível apoio de Marina à sua campanha no segundo turno.

Em entrevista coletiva, ele disse, porém, que seu programa para o Brasil guarda muitas semelhanças com o de Marina e que está pronto para conversar sobre um projeto para o país. “Vejo neles [pontos dos programas de Marina] absoluta convergência com aquilo que pensamos e que queremos para o Brasil. Há muito mais pontos convergentes do que divergentes. Vou aguardar, com serenidade, a manifestação dos partidos que não puderam estar conosco no primeiro turno e de quem disputou a eleição. E estou aberto, obviamente, para conversar em torno de um projeto para o Brasil. As propostas estão aí e sempre poderão ser aprimoradas.”

Hoje, o candidato reuniu-se com membros do seu partido. No fim da tarde, concedeu entrevista coletiva na sede do comitê de campanha a capital paulista. Também participaram da entrevista o governador reeleito de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ex-governador José Serra, que venceu a eleição para o Senado. Alckmin e Serra voltaram a agradecer os votos recebidos e disseram que vão apoiar Aécio no segundo turno.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati