"Chalane" deixa quatro mortos, mais de uma dezena de feridos em Moçambique

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

A tempestade tropical que passou pelo centro de Moçambique nesta quarta-feira, 30, denominada "Chalane" terá deixado quatro vítimas mortais, de acordo com informações de vários responsáveis.

No distrito de Muanza, na província de Sofala, uma mulher morreu quando a casa dela desabou, segundo Lourenço Bulha, governador da província, enquanto em Chimoio, capital da província de Manica, um homem morreu eletrocutado na sua residência durante a tempestade, de acordo com o administrador de Chimoio, Daniel Andicene.

As outras duas vítimas citadas pelo jornal O País terão sido duas crianças, que estavam em cabanas improvisadas no centro de acomodação de Mazicuera, onde estão deslocados da guerra em Cabo Delgado.

A tempestade Chalane passou pelas províncias de Sofala, Manica, e Zambézia e, além das vítimas mortais, deixou, até agora, 12 pessoas feridas e muitas casas destruídas.

O Comité Operativo de Emergência em Manica revelou que equipas continuam no terreno para apurar e avaliar os danos causados pela tempestade tropical.

A tempestade tropical teve ventos de até 100 quilómetros por hora em Moçambique e passou por Madagáscar e Zimbabwe.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com