Saltar para o conteúdo

Milhares se reúnem em Buenos Aires para protestar contra cortes no orçamento do ensino superior

Fonte: Wikinotícias

26 de abril de 2024

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Centenas de milhares de argentinos encheram as ruas da capital Buenos Aires na terça-feira para protestar contra os cortes orçamentários do presidente Javier Milei para universidades públicas.

Professores e estudantes juntaram-se a líderes sindicais e partidos da oposição para exigir que o Presidente Milei aumentasse o financiamento para o ensino superior, que depende em grande parte de subsídios governamentais.

Milei rejeitou a indignação com os cortes como sendo política e acusou as universidades públicas de doutrinarem os seus estudantes.

Milei impôs severos cortes generalizados de gastos desde que assumiu o cargo em dezembro passado, como parte de seu programa de austeridade, usando uma motosserra durante sua campanha para demonstrar seu objetivo de reduzir os gastos do governo para alcançar um déficit zero.

Os cortes levaram a demissões em massa de funcionários públicos e a cortes nos subsídios aos transportes e aos combustíveis, desencadeando manifestações públicas em massa, como os protestos de terça-feira.

Milei diz que os cortes ajudaram o governo a registar três meses de excedentes fiscais no início do ano.

Fontes[editar | editar código-fonte]