Copa do Mundo de 2030 será realizada em seis países

Fonte: Wikinotícias

5 de outubro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Copa do Mundo de 2030 será disputada em três continentes, anunciou a FIFA, órgão regulador do futebol, na quarta-feira.

A Copa do Mundo geralmente é limitada a um país anfitrião, às vezes dois. Mas a edição de 2030 será organizada por seis países sem precedentes: Espanha, Portugal, Marrocos, Argentina, Paraguai e Uruguai.

Originalmente, Espanha e Portugal propuseram sediar conjuntamente a Copa do Mundo de 2030. A sua candidatura expandiu-se para incluir Marrocos.

O torneio intercontinental sem precedentes poderia começar na capital do Uruguai, Montevidéu, onde foi disputada a primeira Copa do Mundo em 1930.

“A centenária Copa do Mundo não poderia estar longe da América do Sul, onde tudo começou”, disse Alejandro Dominguez, presidente da Federação Sul-Americana de Futebol, CONMEBOL.

O plano tricontinental da FIFA para a Copa do Mundo aguarda aprovação formal em 2024, em uma conferência de 211 federações mundiais de futebol. Essa votação é normalmente uma formalidade.

Assim como a Copa do Mundo de 2026, a de 2030 está marcada para junho e julho daquele ano e contará com 48 seleções disputando o troféu de maior prestígio do futebol, com 104 jogos a serem disputados no total.

As seleções nacionais terão que percorrer grandes distâncias e se ajustar às mudanças de fuso horário para participar.

“Em 2030, teremos uma presença global única, três continentes… seis países… acolhendo e unindo o mundo enquanto celebramos o belo jogo, o centenário e a Copa do Mundo da FIFA”, disse o presidente da FIFA, Gianni Infantino.

Agora que foi tomada uma decisão sobre os locais onde será realizada a Copa do Mundo de 2030, o concurso de candidaturas para a Copa do Mundo de 2034 começará em breve. A Copa do Mundo de 2034 será limitada aos países membros da FIFA na Ásia e na Oceania. A Arábia Saudita e a Austrália manifestaram interesse.

Fontes