Ativista iraniana presa ganha Prêmio Nobel da Paz por combater a opressão das mulheres

Fonte: Wikinotícias
Narges Mohammadi

6 de outubro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Narges Mohammadi recebeu hoje o Nobel da Paz. Ao aclamar Mohammadi como uma "lutadora pela liberdade", Berit Reiss-Andersen mencionou que "o Comitê do Nobel Noruego decidiu otorgar o Prêmio Nobel da Paz 2023 a Narges Mohammadi por sua luta contra a opressão das mulheres no Irã e sua luta para promover todos os direitos humanos e a liberdade para todos". Em 2022, ela foi nomeada na lista das 100 mulheres mais inspiradoras do mundo da BBC.

Em dezembro de 2022, durante os protestos desencadeados pela morte sob custódia de Mahsa Amini, Narges Mohammadi, em reportagem publicada pela BBC, detalhou o abuso sexual e físico de mulheres detidas. Em janeiro de 2023, ela fez um relatório chocante da prisão que detalha a condição das mulheres na prisão de Evin, incluindo uma lista de 58 prisioneiros e o processo de interrogatório e torturas pelos quais passaram.

Mohammadi manteve o seu ativismo apesar das inúmeras detenções pelas autoridades iranianas e de ter passado anos atrás das grades.

Fonte