Saltar para o conteúdo

Assessor de eurodeputado alemão detido por suspeitas de espiar para a China

Fonte: Wikinotícias

23 de abril de 2024

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Procuradores alemães disseram na terça-feira que um assessor de um legislador alemão no Parlamento Europeu foi preso por suspeita de espionagem para a China.

Os promotores identificaram o homem apenas como Jian G., de acordo com as leis alemãs de privacidade, e disseram que ele repassou repetidamente informações sobre as negociações do Parlamento Europeu a um serviço de inteligência Chinês.

O homem também espionou figuras da oposição chinesa na Alemanha, disseram promotores.

O Ministério das Relações Exteriores da China disse na terça-feira que a alegação é uma tentativa de "difamar e suprimir a China e destruir a atmosfera de cooperação entre a China e a Europa.”

A Ministra do Interior da Alemanha, Nancy Faeser, considerou as alegações "extremamente graves.”

"Se for confirmado que houve espionagem para a inteligência Chinesa de dentro do Parlamento Europeu, então isso é um ataque de dentro à democracia europeia", disse Faeser em um comunicado.

Depois que vários meios de comunicação identificaram o acusado como um assessor de Maximilian Krah do partido de extrema-direita alternativa para a Alemanha (AfD), um porta-voz do partido chamou as alegações de espionagem de "muito perturbadoras.”

"Como não temos mais informações sobre o caso, devemos esperar por novas investigações dos promotores federais", disse o porta-voz do partido, Michael Pfalzgraf, em comunicado.

Fonte[editar | editar código-fonte]