Morre o ex-deputado Marcio Moreira Alves, opositor do Regime Militar no Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Na Wikipédia há um artigo sobre Marcio Emmanuel Moreira Alves.

4 de abril de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil

Morreu ontem, no Rio de janeiro, o ex-deputado federal Marcio Moreira Alves, um dos símbolos da oposição à ditadura militar.

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, onde ele estava internado, a causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. O corpo de Moreira Alves será velado no sábado na Assembléia Legislativa do Rio de janeiro e depois cremado.

Em 2 setembro de 1968, um discurso feito na Câmara por Moreira Alves causou uma crise entre o Legislativo e o Executivo. Em uma crítica à invasão da Universidade de Brasília (UnB) pelos militares, o então deputado conclamou a sociedade a boicotar o governo e o que chamou de "militarismo" ao não participar das comemorações do Dia da Independência.

Os militares, então, pediram autorização do Congresso para processar Moreira Alves, a qual foi negada pelos parlamentares. Dias depois, no dia 13 de dezembro de 1968, o governo editou o AI-5, o ato institucional mais duro desde o início do regime militar, em 1964.

O instrumento dava ao presidente da República o poder de decretar o recesso do Congresso Nacional, cassar mandatos eletivos e suspender direitos políticos de qualquer cidadão.

Um dos primeiros deputados a serem cassados depois da publicação do AI-5, Moreira Alves exilou-se no exterior. Só retornou ao Brasil em 1979, beneficiado pela Lei da Anistia. A ditadura militar acabou em 1985.

Marcio Emmanuel Moreira Alves nasceu no Rio de janeiro no dia 14 de julho de 1936. Antes de iniciar a carreira política, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), começou a trabalhar como repórter no Correio da Manhã, no Rio de janeiro, aos 17 anos.

Em 1990, desfiliou-se do partido, já transformado em PMDB e retomou a profissão anterior, com atuações no Jornal do Brasil, O Estado de S.Paulo e, mais recentemente, em O Globo.


Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.