Assassinos culpam RPG por assassinato no Espírito Santo, Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

15 de maio de 2005

Em 5 de maio foram encontrados em Guarapari, no estado de Espírio Santo, Brasil, os corpos do aposentado Douglas Augusto Guedes, de sua esposa, corretora de imóveis Heloísa Helena Andrade Guedes, e de seu filho Tiago Guedes, estudante de Física da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Todos estavam amarrados, deitados na cama, e foram mortos com tiros na cabeça.

Dia 13 último foram presos os acusados pelo crime: Mayderson de Vargas Mendes (21 anos) e Ronald Ribeiro Rodrigues (22 anos). Eles alegaram ter matado a família por causa de uma partida de RPG, um jogo de representação.

Tiago supostamente perdeu e seu personagem (junto a família fictícia) morreram. Eles alegam que Tiago havia concordado que, se isso acontecesse, o próprio Tiago e sua família de verdade deveriam ser assassinados.

Os assassinos utilizaram sonífero, tarja preta e mataram, a tiros, primeiro o pai, depois a mãe e por último Tiago. Tiago também recebeu sonífero e foi amarrado à cama com seus pais, recebendo um tiro na cabeça.

Antes de o crime ter sido cometido, os dois acusados foram a um banco e retiraram R$ 4260,00 da conta do rapaz.

Foram apreendidos com Mayderson: o celular da corretora da mãe de Tiago, o computador da vítima e um revólver calibre 38, suposta ferramenta do crime.


Fontes