Visto de brasileiro morto por engano em Londres estava vencido, segundo governo britânico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30 de julho de 2005

Brasil

O Ministério do Interior britânico afirmou na quinta-feira (28) que o visto do estudante e eletricista Jean Charles de Menezes, tinha expirado dois anos atrás.

Jean Charles de Menezes chegou ao Reino Unido no dia 13 de março de 2002 e foi-lhe concedido um visto de turista válido por seis meses. Ele depois solicitou um visto estudantil, o qual lhe foi outorgado, o que lhe permitiria a estada no país até 30 de junho de 2003.

O comunicado do Ministério de Interior sugere também que o visto tinha um selo que parecia conceder uma estada por tempo indefinido. Ainda que o selo seja de fato utilizado pelas autoridades de imigração britânica, o mesmo não estava a ser usado na data em que foi colocado.

Uma das hipóteses para explicar o acidente que vitimou o brasileiro é que ele correu depois de receber as ordens das autoridades para parar, supostamente por estar de forma irregular no país, e temer ser mandado de volta ao Brasil. Na ocasião Menezes usava um agasalho e os policiais disseram que atiraram porque suspeitaram equivocadamente que o brasileiro estaria a carregar explosivos na roupa.

Ver também

Fontes