Veja edita título da reportagem publicada em 2011 sobre controverso "kit gay" de Fernando Haddad

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Nota: Atualizado em 9 de agosto de 2021. Para maiores informações veja o histórico.

16 de outubro de 2018

link=mailto:?subject=Veja%20edita%20título%20da%20reportagem%20publicada%20em%202011%20sobre%20controverso%20"kit%20gay"%20de%20Fernando%20Haddad%20–%20Wikinotícias&body=Veja%20edita%20título%20da%20reportagem%20publicada%20em%202011%20sobre%20controverso%20"kit%20gay"%20de%20Fernando%20Haddad:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Veja_edita_t%C3%ADtulo_da_reportagem_publicada_em_2011_sobre_controverso_%22kit_gay%22_de_Fernando_Haddad%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook link=https://twitter.com/intent/tweet?text=Veja+edita+título+da+reportagem+publicada+em+2011+sobre+controverso+"kit+gay"+de+Fernando+Haddad&url=https://pt.wikinews.org?curid=56692 WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
link=mailto:?subject=Veja%20edita%20título%20da%20reportagem%20publicada%20em%202011%20sobre%20controverso%20"kit%20gay"%20de%20Fernando%20Haddad%20–%20Wikinotícias&body=Veja%20edita%20título%20da%20reportagem%20publicada%20em%202011%20sobre%20controverso%20"kit%20gay"%20de%20Fernando%20Haddad:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Veja_edita_t%C3%ADtulo_da_reportagem_publicada_em_2011_sobre_controverso_%22kit_gay%22_de_Fernando_Haddad%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Em meio à campanha presidencial do Brasil, o site da Veja alterou no último sábado (13) da semana passada, uma matéria publicada há sete anos atrás, em que mostra a conexão entre o candidato à presidente Fenando Haddad (PT) com o controverso "Kit Gay", lançado pela então presidente Dilma Rousseff.

A matéria em questão, foi publicada no dia 27 de maio de 2011, no primeiro ano do Governo Dilma Rousseff, com seguinte título: “Kit Gay será reformulado e lançado até o fim do ano, diz Haddad” e foi modificada para "Governo Dilma: ‘Kit gay’ será reformulado e lançado até fim do ano", acrescentando "Governo Dilma" e removendo "diz Haddad”.

O assunto "Kit Gay" voltou a circular nas redes sociais na semana passada devido a campanha presidencial do adversário Jair Bolsonaro (PSL), que acusou Haddad de ser o mentor do projeto que combateria a homofobia nas escolas, suspenso por ordem da então presidente Dilma Rousseff.

A matéria da Veja foi usada nas redes sociais pelos apoiadores do candidato Bolsonaro para acusar Haddad. A matéria tornou-se uma das dez mais acessadas na quinta-feira (11) e sexta-feira (12), conforme os prints postados pelos usuários. No dia 13 de outubro, às 19:31, a matéria teve seu título modificado e o site deu a seguinte alegação:

Esta matéria, publicada em maio de 2011, foi atualizada no dia 13 de agosto de 2018 para a inclusão no título da expressão “Governo Dilma”.

O site de arquivo da internet Web Archive (archive.org), que registra páginas de internet no momento que foi salvo, tem a cópia da matéria original para que os leitores possam conferir sem nenhuma adulterações (salvo em 2016) que pode ser conferido aqui. O site tem também ajudado a revelar que o site oficial do PT retirou do ar o manifesto do partido de apoio à Venezuela e ao Nicolás Maduro publicado no ano passado que pode ser acessado aqui, pois quando tenta acessar o link aqui, redireciona ao outro que contém elogio ao Haddad publicado no dia 30 de setembro (Você sabia? Haddad já foi eleito o melhor prefeito da América Latina).

Fenando Haddad nega as acusações.

Notícia Relacionada

Fontes