Um terço das mulheres têm acesso à internet em Moçambique

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Agência VOA

Iliteracia, falta de meios e custos estão na origem dessa realidade.

27 de janeiro de 2017

Um estudo do Instituto de Pesquisas em Ciência, Inovação e Tecnologia da Informação e Comunicação (SIITRI) revelou que apenas um terço das mulheres em Moçambique tem acesso à internet.

O documento apresentado nesta sexta-feira, 27, numa conferência sobre igualdade digital e direitos das mulheres online em Maputo, justifica esta realidade com iliteracia digital e a falta de meios tecnológicos.

O estudo, que ouviu 1.044 pessoas dos dois sexos em 29 bairros da capital moçambicana, aponta também como causa o alto custo da internet os custos.

Entre as recomendações para inverter este quadro, o SIITRI apontou a implementação de políticas e estratégias que desincentivem a violência e o assédio de mulheres nas redes sociais.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati