UE propõe pacote de apoio à Ucrânia para 2023 de até 18 bilhões de euros

10 de novembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Na sequência da reunião do Conselho Europeu de 20-21 de outubro de 2022, a Comissão da União Europeia propôs hoje um pacote de apoio sem precedentes à Ucrânia de até 18 mil milhões de euros para 2023. Este apoio será concedido sob a forma de empréstimos altamente concessionais, desembolsados em prestações regulares a partir de 2023.

Essa assistência financeira estável, regular e previsível – com uma média de € 1,5 bilhão por mês – ajudará a cobrir uma parte significativa das necessidades de financiamento de curto prazo da Ucrânia para 2023, que as autoridades ucranianas e o Fundo Monetário Internacional estimam em € 3 a € 4 bilhões por mês. O apoio apresentado pela UE teria de ser acompanhado por esforços semelhantes de outros grandes doadores, a fim de cobrir todas as necessidades de financiamento da Ucrânia para 2023.

Graças a esse pacote, a Ucrânia poderá continuar pagando salários e pensões e manter os serviços públicos essenciais funcionando, como hospitais, escolas e moradias para pessoas realocadas. Também permitirá que a Ucrânia garanta a estabilidade macroeconômica e restaure a infraestrutura crítica destruída pela Rússia em sua guerra de agressão, como infraestrutura de energia, sistemas de água, redes de transporte, estradas e pontes.

O apoio ao abrigo do instrumento será acompanhado por reformas, para reforçar ainda mais o Estado de direito, a boa governação, as medidas antifraude e anticorrupção na Ucrânia. Assim, tendo em conta a evolução no terreno, o apoio financeiro será enquadrado por condições políticas, orientadas para fortalecer as instituições da Ucrânia e preparar o terreno para um esforço de reconstrução bem sucedido, bem como apoiar a Ucrânia na sua via europeia.

Fonte