UE aconselha suspender 7,5 mil milhões de euros de ajuda à Hungria

20 de setembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Comissão Europeia (UE) recomendou que a Hungria, membro da UE, fosse suspensa do financiamento de 7,5 bilhões de euros (aproximadamente US$ 7,484 bilhões).

O comissário de Orçamento e Administração da UE, Johannes Hahn, disse a repórteres que a proposta é uma resposta às alegações de corrupção e violação do Estado de Direito pelo governo do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban.

"A decisão de hoje demonstra claramente o compromisso da Comissão em proteger o orçamento da UE e usar todas as suas ferramentas para alcançar este importante objetivo", disse ele.

A Hungria continuou a ignorar as recomendações da UE sobre o Estado de Direito e os direitos humanos, e a UE criticou o governo húngaro por minar a democracia.

Em sessão plenária realizada na França no dia 15, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução alertando que a Hungria está caindo em um regime autoritário.

A resolução incluiu que a Hungria carece de normas e padrões democráticos e que o governo húngaro está violando os direitos básicos de seu povo.

Enquanto isso, o governo húngaro anunciou que cumprirá todos os 17 compromissos com a Comissão Europeia para receber financiamento da UE.

Fontes