Twitter elimina perfis de apoiantes de Jair Bolsonaro investigados por ameaça a juízes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Uma pessoa visitando o Twitter num computador. Imagem meramente ilustrativa.

3 de agosto de 2020

Agência VOA

O Twitter excluiu simultaneamente todos os perfis da rede social apoiantes declarados do atual presidente do Brasil; Jair Bolsonaro.

A decisão foi tomada depois do juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes ter ordenado busca e apreensão daqueles investigados no inquérito que apura ataques a membros daquele tribunal e a disseminação de notícias falsas.

Os perfis apagados no Twitter são do presidente do PTB, Roberto Jefferson, preso e condenado no processo do Mensalão do PT, dos empresários Luciano Hang, Edgard Corona, Otávio Fakhoury, Bernardo Küster, além do blogueiro Allan dos Santos e do assessor do deputado estadual de São Paulo Edson Salomão.

Em maio, Moraes determinou o bloqueio das contas nas redes sociais, como Facebook, Twitter e Instagram, de 16 investigados.

Em nota, o Twitter disse que "agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)".

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com