Tocha Olímpica é acesa em meio a protestos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de março de 2008

Um protesto contra a dominação chinesa do Tibete marcou a cerimônia de acendimento da tocha olímpica realizada na Grécia, hoje. Pouco antes da atriz Maria Nafpliotou, representando uma sacerdotisa, acender a tocha em frente ao templo de Hera, um ativista conseguiu furar o bloqueio de segurança e mostrou um cartaz em que pedia o boicote dos Jogos devido à repressão policial chinesa no Tibete.

O símbolo olímpico chegará na capital chinesa no dia 30 de março para começar o seu trajeto para vários países. Outra chama será levada ao Tibete para ser acesa no alto do Everest.

O chefe do comitê organizador dos Jogos de Pequim, Liu Qi, se manteve calmo durante o protesto e em seu discurso disse: "A chama olímpica vai radiar luz e felicidade, paz e amizade, e esperança e sonhos para o povo da China e de todo o mundo".


Fontes