Túmulo de 31.000 anos revela o mais antigo sepultamento de bebês gêmeos do mundo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gêmeos.

22 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Um novo estudo descobriu que uma tumba antiga na Áustria pode representar o mais antigo sepultamento de gêmeos já registrado. Esta tumba de 31.000 anos começou na Idade Paleolítica (este período durou de 40.000 a 10.000 anos atrás) e também é conhecida como Idade da Pedra Antiga. De acordo com a análise de dois bebês, um dos bebês morreu logo após o nascimento, enquanto seu irmão gêmeo viveu cerca de 50 dias, ou pouco mais de 7 semanas, de acordo com análises de ambos os bebês.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit