Técnicos buscam novos pontos de vazamento de óleo no fundo do mar na área do Campo de Frade

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

19 de março de 2012

RJ — A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) criou um comitê formado por técnicos da companhia petrolífera Chevron, operadora do Campo de Frade, na Bacia de Campos, da Petrobras e da Frade Japão Petróleo, que detêm participação na concessão, para avaliar os novos pontos de vazamento de óleo no solo marinho, identificados na semana passada.

A ANP informou, em nota, que, desde o primeiro vazamento da Chevron, em novembro de 2011, vem acompanhando de perto os trabalhos da petrolífera. Técnicos da agência constaram na última quinta-feira (15), por meio de filmagens submarinas, cinco pontos de vazamento ao longo de uma fissura de 800 metros de extensão. Foi constatado o aparecimento de gotículas de óleo, em uma vazão reduzida.

No dia seguinte (16), o presidente da Chevron foi convocado para prestar esclarecimentos sobre os novos pontos de vazamento. Na mesma noite, a ANP permitiu que a empresa interrompesse totalmente a produção no Campo de Frade.

O Ministério de Minas e Energia atuará como observador do Comitê de Avaliação, que será coordenado pela ANP.

Até o momento, não há elementos que indiquem tendência de aumento do vazamento no Campo de Frade. A Marinha vem monitorando regularmente a área do campo. O grupo de acompanhamento formado pela ANP, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Marinha, criado para fiscalizar o cumprimento das medidas tomadas pela Chevron para conter o vazamento, garante que “manterá a sociedade informada acerca do curso dos eventos”.


Fontes[editar]


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati