Socialistas vencem as Legislativas de Portugal, mas não ficam com maioria absoluta

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates.

28 de setembro de 2009

O primeiro-ministro José Socrates foi o vitorioso das Eleições Legislativas em Portugal, ocorridas ontem (27). O Partido Socialista (PS) conquistou 96 cadeiras, o equivalente a 36,56% das cadeiras do parlamento. A rival de Sócrates na eleição, Manuela Ferreira Leite, líder do Partido Social-Democrata, de centro-direita, já havia admitido a derrota ainda na noite de ontem, já que seu partido conquistou 78 cadeiras. O CDS - Partido Popular conquistou 21 cadeiras, ficando acima das expectativas.


Cquote1.png

O povo votou e falou muito claramente. O Partido Socialista foi eleito novamente para governar Portugal

Cquote2.svg
José Socrates




Analistas dizem que socialistas e social-democratas precisarão cooperar sobre algumas questões, especialmente as finanças públicas e o orçamento para 2010. O Bloco de Esquerda não deverá fazer coalizão com os socialistas, já que conquistou apenas 16 cadeiras. Sócrates afirmou que continuará com sua política de cooperação com o presidente, Aníbal Cavaco Silva, conservador.


Cquote1.png

A relação com o presidente da República é uma relação institucional, e, pela minha parte e do futuro governo e deste governo, procederemos exatamente como sempre procedemos, com a vontade de uma cooperação institucional, que é isso que todos os portugueses estão à espera na relação entre o Governo e o presidente da República

Cquote2.svg
José Sócrates




Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati