Sobe para 73 mortes na explosão do camião cistena em Moçambique

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Província de Tete, Moçambique.

18 de novembro de 2016

O número de mortos no incêndio de um camião cisterna na província de Tete, centro de Moçambique, subiu de 43 para 73, informou a Rádio Moçambique, emissora pública do país, a citar o governo provincial.

Mais de 100 feridos começaram a ser transportados em ambulâncias e outros veículos para o Hospital Provincial de Tete e centros de saúde em Zobué e Moatize.

As causas da tragédia ainda não são conhecidas. Em comunicado, o Conselho de Ministros cita o aquecimento do caminhão como causa do incêndio, e a Rádio Moçambique aponta a ocorrência de um raio quando dezenas de pessoas retiravam o combustível.

Ainda de acordo com o relato da rádio pública, o caminhão foi desviado da sua rota por um motorista do Malaui para a localidade de Caphiridzange, distrito de Moatize, onde ocorreu a tragédia, às 15h locais.

A nota do Conselho de Ministros fazia um balanço preliminar de 43 mortos e 110 feridos. As autoridades provinciais, no entanto, já atualizaram esse número para 73 e admitem a existência de mais vítimas nas imediações do local do desastre. Pessoas atingidas pela explosão tentavam correr para um rio nas proximidades.

"O governo de Moçambique lamenta a perda de vidas humanas e o ferimento de mais 100 pessoas e está providenciando todo o apoio necessário para salvar vidas e confortar as famílias", diz ainda o documento do Conselho de Ministros.

Notícia Relacionada[editar]

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati