Setor de serviços de São Paulo faturou R$ 27,7 bilhões em julho

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

4 de outubro de 2018

Pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) aponta que o faturamento do setor de serviços da cidade de São Paulo atingiu R$ 27,7 bilhões no mês de julho. No que diz respeito à arrecadação, indica um crescimento de 11,9% em relação ao mesmo período do ano passado, o melhor resultado do mês de julho desde o início da série histórica em 2010. Segundo a entidade, as vendas avançaram 14,9% de janeiro a julho e 12,5% no acumulado dos últimos 12 meses.

A pesquisa revela que das 13 atividades analisadas, nove apontaram expansão no faturamento real em relação a julho de 2017. O segmento de marketing e comunicação foi o que mais se destacou, registrando um aumento de 109,3%, seguido pelas atividades jurídicas, econômicas e administrativas (29,1%); educação (22,8%); técnico-científica (11,2%); turismo, hospedagem, eventos e assemelhados (9,2%); agenciamento, corretagem e intermediação (8,7%); serviços bancários financeiros e securitários (5,9%); o Simples Nacional (1,3%); e outros serviços (0,3%). Juntas, as atividades contribuíram positivamente para o resultado geral com 13,6 pontos percentuais.

Entre os segmentos que registraram resultados negativos estão o de representação comercial (26,1%); construção civil (21,5%); conservação, limpeza e reparação de bens móveis (4,4%); e saúde (2,6%). Essas quatro atividades contribuíram negativamente com 1,7 ponto percentual para o resultado geral.

De acordo com o Fecomércio-SP, o setor de serviços da cidade de São Paulo tem registrado um crescimento significativo nas suas receitas, mesmo tendo desacelerado de 21,8% em junho para 11,9% em julho.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Setor de Serviços (PCSS), elaborada pela Fecomércio-SP com base nos dados de arrecadação do Imposto sobre Serviços (ISS) da cidade de São Paulo, fornecidos pela Secretaria Municipal da Fazenda.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati