Serviço de Inteligência britânico identifica o assassino do jornalista estadounidense na Síria

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 Minutos

24 de agosto de 2014

O Serviço de Inteligência do Reino Unido, MI6, anunciou que já identificou o executor do jornalista estadounidense James Foley, que foi decapitado por militantes do Estado Islâmico (EI, ex-Estado Islâmico do Iraque e do Levante, EIIL) na Síria.

De acordo com declarações do ministro de Relações Exteriores em Londres, Philip Hammond, que o suspeito de assassinar Foley seja britânico e representa "uma traição aos valores éticos e morais do país".

O suspeito foi identificado como Abdel Majed Abdel Bary, de 23 anos de idade e que viveu anos atrás com sua família em Londres é o mesmo que postou dias atrás em sua conta do Twitter, una fotografia sua sustentando uma cabeça humana. Entre seus companheiros militantes do EI, o apelido (alcunha) de Abdel é "John, o Jihadista", afirma o porta-voz do MI6.

O pai de "John" foi um refugiado egípcio e esteve ligado por ser um lugar-tenente do falecido Osama bin Laden. Anos depois, foi extraditado aos Estados Unidos, onde ele foi acusado de terrorismo por ter participado nos atentados com bomba contra as embaixadas norte-americanas no leste da África em 1998.

O vídeo da decapitação de Foley foi subido na Internet onde se viralizou e posteriormente confirmou-se sua autenticidade. O mesmo já ameaçou com assassinato o cidadão estadounidense Steven Sotloff, caso o Barack Obama "tome a decisão equivocada".

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com