Sem desfile devido à pandemia, Bolsonaro gera aglomeração em ato do 7 de Setembro no Alvorada

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hasteamento da Bandeira Nacional - No dia da Independência do Brasil de 2020.

7 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Com o cancelamento do desfile cívico-militar de 7 de Setembro em razão da pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro participou na manhã desta segunda-feira (7) de solenidade no gramado do Palácio da Alvorada para comemorar o 198º aniversário da independência do Brasil.

Sem máscara, Bolsonaro provocou aglomeração e cumprimentou populares numa cerimônia de cerca de meia hora. Acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, do vice-presidente Hamilton Mourão, de ministros e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o presidente assistiu ao hasteamento da bandeira e a manobras de sete aviões da Esquadrilha da Fumaça.

Ele e a primeira-dama Michelle Bolsonaro provocaram aglomeração ao cumprimentar e fazer fotos com apoiadores na grade do Alvorada. Até 800 pessoas tiveram autorização para assistir à cerimônia, informou a Secretaria de Comunicação.

Pouco antes das 10 horas (Horário de Brasília), Bolsonaro saiu do Palácio da Alvorada no Rolls Royce presidencial acompanhado de um grupo de crianças. Depois de percorrer 400 metros até a Praça das Bandeiras, ele se dirigiu ao alambrado e cumprimentou apoiadores.

Em seguida, a banda tocou o Hino da Independência, para marcar a celebração do Sete de Setembro. Por volta das 10h15 (Horário de Brasília), a Esquadrilha da Fumaça voltou a executar uma série de acrobacias sobre o Palácio da Alvorada.

Segundo o ministério, por causa da pandemia do coronavírus, "não é recomendável pelas autoridades sanitárias a promoção de eventos que possam gerar aglomerações de público, devido ao risco de contaminação".

À noite, está programado um pronunciamento de aproximadamente quatro minutos de Bolsonaro em rede nacional de rádio e televisão.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit